terça-feira, 27 de junho de 2017

Sim


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

A Igreja recorda-nos o Nome de Maria. Nela, que estava e está totalmente unida ao Filho, a Cristo, os homens nas trevas e nos sofrimentos deste mundo encontraram o rosto da Mãe, que nos incute coragem para ir em frente. Na tradição ocidental, o nome "Maria" foi traduzido com "Estrela do Mar". É precisamente nisto que se manifesta esta experiência: quantas vezes a história em que vivemos parece um mar obscuro que atinge ameaçadoramente com as suas ondas a pequena barca da nossa vida. Às vezes, a noite parece impenetrável. Muitas vezes pode criar-se a impressão de que somente o mal tem poder e Deus está infinitamente longínquo. Muitas vezes entrevemos apenas de longe a grande Luz, Jesus Cristo, que venceu a morte e o mal. Mas então vemos muito próxima a luz que se acendeu, quando Maria disse: "Eis a serva do Senhor". Vemos a clara luz da bondade que emana dela.
Na bondade com que Ela acolheu e sempre de novo vem ao encontro das grandes e pequenas aspirações de muitos homens e mulheres, reconhecemos de maneira muito humana a bondade do próprio Deus. Com a sua bondade, Ele traz sempre novamente Jesus Cristo, e assim a grande Luz de Deus, ao mundo. Ele ofereceu-nos a sua Mãe como nossa Mãe, a fim de que aprendêssemos dela a pronunciar o "sim" que nos faz tornar bons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário