Pular para o conteúdo principal

ORAÇÃO, UM CAMINHO

Imagem relacionada
Nunca deixar de rezar, mesmo que nada se perceba e nada se sinta
É fantástico, fascinante e sedutor percorrer o caminho, a aventura da oração através dos séculos, da Palavra de Deus, dos Santos, dos místicos e dos homens e mulheres que, sem nenhuma pretensão teológica, são autênticos mestres do diálogo com o Senhor da vida.
Não há nenhuma faculdade que dê o título de “orantes, místicos e mistagogo”, embora muitas pessoas possam se apresentar orgulhosamente com esses títulos. Só a humildade e aprendizagem constantes nos fazem capacitados para errar.
Só os que erram sentem que estão longe de poder dizer que rezam bem e, por isso, buscam luzes e forças naqueles que foram consagrados pela Igreja como autênticos orantes.
Meditar na vida e doutrina de orantes de diversas épocas pode, sem dúvida, nos estimular na nossa caminhada de encontro pessoal com o Senhor. Cada um nos diz alguma coisa interessante, mas o ponto de partida e de chegada é sempre o mesmo.
O que muda são os meios, os métodos.
Ponto de partida: a nossa realidade humana, finita, pobre, limitada que, sentindo-se atraída por uma força “violenta”, busca a serenidade, o ilimitado, o completo e sabe que isso só pode existir dentro de si, mas ao mesmo tempo vem de alguém que é maior e que está dentro e fora dela, é o totalmente OUTRO, o diferente que em Jesus de Nazaré se faz um de nós, reveste-se de nossa carne, vive conosco para nos ensinar como devemos rezar, viver, assumir a vida, partilhar e manifestar o amor até as últimas conseqüências: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (João 15,13).
Ponto de chegada: sempre o ponto de chegada da oração será o amoroso encontro com Deus, dialogar com Ele no amor, torna-se amigo íntimo do Senhor. A oração tem esta finalidade e nada mais.
Não é, portanto, quantitativa, mas qualitativa.
Deus vê o nosso coração e espera encontrar em nós o amor.
Para nos colocar face a face com o Senhor, necessitamos de fé, de silêncio, de amor, de uma forte esperança que não permite desanimar diante dos múltiplos silêncios de Deus.
Temos visto que dialogar com Deus exige esforço e determinação por nossa parte. Não é fácil, exige exercício constante.
Como em todas as coisas, sem perseverança não se chega a nada. Também na oração as palavras-chave são “fidelidade e perseverança” ao projeto assumido. Nunca deixar de rezar, mesmo que nada se perceba e nada se sinta.
Sempre a oração deve estar no centro de nossas atividades.
 
Frei Patrício Sciadini

https://sol2611.wordpress.com/2012/06/21/e-preciso-se-lembrar-de-deus-com-mais-frequencia-do-que-se-respira-sao-gregorio-nazianzeno/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

A "Novena do Rosário de 54 dias" é uma ininterrupta série de Rosários em honra de Nossa Senhora, revelada à doente incurável Fortuna Agrelli, por Nossa Senhora de Pompéia, em Nápoles, Itália, no ano de 1884. Por 13 meses Fortuna Agrelli sofria de terríveis dores e nem mesmo os médicos mais célebres conseguiam curá-la. Em 16 de Fevereiro de 1884, a menina e seus pais começaram uma novena do Rosário. A Rainha do Santo Rosário a premiou com uma aparição a 3 de março. Maria sentava-se sobre um alto trono, contornado por numerosas figuras; trazia o Seu Divino Filho sobre o colo e na mão um rosário. Nossa Senhora e o Menino Jesus estavam acompanhados por São Domingos e Santa Catarina de Sena. O trono estava decorado com flores, a beleza de Nossa Senhora era maravilhosa. A Santa Virgem disse: "Filha, você me invocou com vários títulos e sempre obteve favores de mim. agora, posto que me invocou com o título que muito me agrada, 'Rainha do santo Rosário', não posso mais …

ALGUMAS FRASES SOBRE NOSSA SENHORA

"Deus reuniu todas as águas e chamou de 'mar'. Reuniu todas as graças e as chamou de 'Maria'! (São Luiz Maria Grignon de Montfort)

"São Bernardo diz que converteu mais almas por meio da Ave-Maria, do que através de todos os seus sermões" (São João Maria Vianney)

"Agradecemos a Nossa Senhora, pois foi ela quem nos trouxe Jesus. (São Pio de Pietrelcina)

"Jamais de ouviu dizer no mundo que alguém tenha recorrido com confiança a esta Mãe Celeste, sem que não tenha sido prontamente atendido" (Dom Bosco)

"Deus depositou a plenitude de todo o bem em Maria, para que nisto conhecêssemos que tudo o que temos de esperança, graça e salvação, dela deriva até nós" (São Boaventura)

"A maior alegria que podemos dar a Maria Santíssima é a de levarmos Jesus Eucarístico no nosso peito" (Santo Hilário)

"Sabemos muito bem que a Virgem Santíssima é a Rainha do Céu e da Terra, mas ela é mais Mãe que Rainha" (Santa Terezinha do Menino Jesu…

Oração a Nossa Senhora da Boa Morte

"Nossa Senhora, nossa mãe divina, precisamos de vosso auxílio e proteção mas uma vez. Vós que sofrestes a grande dor de perder vosso Filho, fazei-nos resignados perante os desígnios de Deus, ajudai-nos a descobrir o sentido da vida e da morte. Ajudai-nos a ter fé, a conversar com Deus e escutá-lo. Ó querida Mãe, abri vossos braços e abraçai...(fala-se o nome do enfermo) e concedei-lhe uma morte iluminada por Deus. Pedi a Deus que perdoe todas as suas faltas e seja misericordioso, socorrendo-o (a) na passagem para a vida eterna. Fazei-o (a) merecedora (o) na passagem da vida eterna junto a vós e a Jesus, seu Filho amado. Nossa Senhora da Boa Morte, peço-vos a graça de nos dar a força necessária para assumir, com amor, as horas difíceis a serem enfrentadas, aceitando a vontade de Deus, seus desígnios eternos e impenetráveis. Amém.
(Elam de Almeida Pimenttel)