Pular para o conteúdo principal

Como posso me relacionar com Maria no dia a dia?


A presença de Nossa Senhora se revela em nosso cotidiano

Cada paróquia no Brasil tem um título de Nossa Senhora, que ganha destaque na comunidade local. Quando se aproxima a festa relacionada a esse título mariano, a paróquia se mobiliza, faz novena, quermesse e celebra muito a festividade. Mas Nossa Senhora só está presente em nossa vida nesses momentos particulares? Somos fiéis devotos dela, mas só pedimos sua interseção nas Missas celebrativas ou quando estamos com problemas a resolver? Não é esse o desejo de Deus ao nos dar Maria como Mãe nem é o desejo dela ao nos assumir como filhos. Ela quer participar do nosso dia a dia, auxiliando-nos e fortalecendo-nos na caminhada até Deus.

Auxílio dos cristãos

São Bernardo nos ensina que “nos perigos, nas angústias e dúvidas devemos pensar em Maria, invocando-a”. São Boaventura afirma: “Jamais li que algum santo não tivesse sido devoto especial da Santíssima Virgem”. Na oração da Ladainha de Nossa Senhora, nós a chamamos de “auxílio dos cristãos”. Sim, ela o é! Nossa Senhora é Auxiliadora!
No Evangelho de João 19,26-27, vemos que “Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse a ela: ‘Mulher, eis o teu filho!’. Depois, disse ao discípulo: ‘Eis a tua mãe!’. A partir daquela hora, o discípulo a acolheu no que era seu’”. Papa Francisco, ao meditar essa leitura, fala-nos: “Temos uma Mãe que está conosco, que nos protege, acompanha e ajuda também nos tempos difíceis, nos maus momentos”.
Podemos encontrar um vasto conteúdo nos escritos dos Papas e Santos da Igreja, mostrando-nos a real maternidade de Maria. A resposta de João às Palavras do Cristo na cruz nos mostra qual deve ser nossa postura ao acolher a Virgem Santa como Mãe: “A partir daquela hora, o discípulo a acolhe no que era seu”. Esse é o centro do relacionamento materno entre Maria e seus filhos, não somente crer na maternidade, mas trazer Nossa Senhora para perto, colocá-la a par dos acontecimentos e sentimentos que diariamente compõem nossa vida e, para isso, há um caminho eficaz: a oração.
Seja o Rosário, o Ofício, a Ladainha ou uma jaculatória que invoca a proteção da Santíssima Virgem, seja um momento longo ou um breve elevar da alma até o colo sublime da Mãe de Deus, o certo é que devemos seguir o exemplo de João e trazer Maria para tudo o que nos pertence. Apresentar a Maria nossos conflitos e medos, nossas vitórias e projetos e tê-la como Mãe é encontrar nela uma companheira para o dia a dia.
Muitas vezes, durante o meu dia, elevo meu coração a Maria. Além de rezar o Santo Terço, vou me colocando nas mãos dela no decorrer das horas e dos fatos ocorridos. Quando estou realizando algum trabalho, para o qual não tenho muito domínio, vou pedindo a Maria que venha em meu auxílio. Quando vivo uma situação difícil, busco nela um apoio.

Mostra-te, Mãe

Na Carta Encíclica Adiutricem Populi, Papa Leão XIII fala de uma jaculatória simples, mas eficaz: “Mostra-te, Mãe”. Ele convida os cristãos a invocarem Maria nos acontecimentos do dia e pedir sua presença ou seu conselho.
Maria não somente quer nos acolher como filhos, como deseja nos acompanhar por toda nossa peregrinação aqui na terra rumo à morada eterna.
Nos acontecimentos duros da vida, nos momentos de solidão e dor, alegria e realização, clamemos essa simples oração que nos ensina o Santo Padre: “Mostra-te, Mãe”. Confiemos: aquela que acompanhou Jesus até o Calvário também nos acompanhará por todos os caminhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

A "Novena do Rosário de 54 dias" é uma ininterrupta série de Rosários em honra de Nossa Senhora, revelada à doente incurável Fortuna Agrelli, por Nossa Senhora de Pompéia, em Nápoles, Itália, no ano de 1884. Por 13 meses Fortuna Agrelli sofria de terríveis dores e nem mesmo os médicos mais célebres conseguiam curá-la. Em 16 de Fevereiro de 1884, a menina e seus pais começaram uma novena do Rosário. A Rainha do Santo Rosário a premiou com uma aparição a 3 de março. Maria sentava-se sobre um alto trono, contornado por numerosas figuras; trazia o Seu Divino Filho sobre o colo e na mão um rosário. Nossa Senhora e o Menino Jesus estavam acompanhados por São Domingos e Santa Catarina de Sena. O trono estava decorado com flores, a beleza de Nossa Senhora era maravilhosa. A Santa Virgem disse: "Filha, você me invocou com vários títulos e sempre obteve favores de mim. agora, posto que me invocou com o título que muito me agrada, 'Rainha do santo Rosário', não posso mais …

Terço da Virgem Poderosa

Creio em Deus Pai...
Pai Nosso....
Três Ave Maria. ..

Nas contas Grandes. 
Magníficat
A minha alma glorifica o Senhor. 
Meu espirito se alegra em Deus, meu Salvador. 
Porque pôs os olhos na humildade da sua serva. 
Doravante todas as gerações me proclamarão Bem-aventurada. 
Porque o Todo-poderoso fez em mim maravilhas. 
Santo é o seu nome. 
A sua misericórdia se estende de geração em geração 
sobre aqueles que o temem. 
Ele manifesta maravilhas com o seu braço: 
Dispersa corações orgulhosos. 
Derruba o trono dos poderosos, 
e exalta os humildes. 
Aos famintos ele enche de bens 
Despede os ricos de mãos vazias. 
Socorre seu povo, seu servo, 
lembrando sua própria misericórdia. 
Como havia prometido aos nossos Pais, 
em favor de Abraão e de sua descendência 
Para sempre. (Lc 1,46-55)

Nas Contas Pequenas.
Ave Maria, Virgem Poderosa,
Imaculada Conceição Rainha das Vitórias, que Vossas Lágrimas de  Sangue destruam as forças do inferno. Que assim seja

No vezes Glória:
A Cruz Sagrada seja Minha Luz, não  seja o dragão …

Despedida de solteira com adoração ao Santíssimo inspira casais católicos

Uma despedida de solteira diferente e católica, assim foi o último dia antes do casamento de Verônica Mendes, que testemunhou esta experiência nas redes sociais e está inspirando vários casais. No dia 6 de agosto, Verônica publicou em seu Facebook a foto em que aparece ajoelhada diante do Santíssimo Sacramento, com o título “Minha despedida de solteira”. A publicação ganhou grande repercussão, alcançando cerca de 700 compartilhamentos, milhares de curtidas e centenas de comentários. No post, ela descreve que “após o momento de diversão” preparado por suas amigas, elas a conduziram ao “andar debaixo da Comunidade, onde estava Jesus, me esperando”. “Pétalas de rosas vermelhas adornando o chão, que me recordaram o amor e o sangue de Jesus derramado por nós, meu nome e do meu noivo próximos ao Sacrário e um véu para moças casadas, lindo de emocionar”. Segundo Verônica, ela havia passado a semana exausta, estava nervosa, ansiosa e ainda tinha algumas coisas do casamento – que seria no dia segu…