A aparição de Nossa Senhora do Monte Carmelo a São Simão Stock


A Ordem do Carmelo tem raízes tão antigas quanto gloriosas; acredita-se, e com fortes razões, que esta Ordem seja a continuação da escola dos profetas estabelecida pelo Profeta Elias no Monte Carmelo. Os discípulos da mesma estavam em primeiro lugar, na lista dos convertidos ao cristianismo nascente, e o Carmelo tornou-se o berço da vida monástica após Jesus Cristo.
Após a dispersão dos Apóstolos, no ano 38, estes construíram uma capela em honra de Maria e se dedicaram, essencialmente, a celebrar os Seus louvores. Mais tarde, enfrentaram muitos sofrimentos, por parte de sarracenos e muçulmanos, quando a França, juntamente com toda a Europa, criou as Cruzadas, com o objetivo de arrancar os Lugares Santos das mãos dos infiéis. Foi por ocasião destas adversidades sofridas pela Ordem do Carmelo, ou Ordem do Carmo, que os Carmelitas chegaram à França, com o rei São Luis, estabelecendo diversas casas naquele país e implantando a instituição, igualmente, na Inglaterra.
Em 1245, São Simão Stock tornou-se o superior geral dos Carmelitas sem jamais deixar de reavivar a devoção à Maria em sua Ordem. No dia 16 de julho, ao delicado surgir da aurora, a Virgem Maria, cercada por respeitosa multidão de Anjos, apareceu-lhe, envolta em luz e vestida com o hábito do Carmelo. Colocou sobre si o escapulário da Ordem, dizendo: “Recebe, diletíssimo filho, este Escapulário de tua Ordem como sinal distintivo e a marca do privilégio que eu obtive para ti e para todos os filhos do Carmelo; é um sinal de salvação, uma salvaguarda nos perigos, aliança de paz e proteção sempiterna. Quem morrer com ele será preservado do fogo eterno.” ssa graça especialíssima foi imediatamente difundida nos lugares onde os Carmelitas estavam estabelecidos, e autenticada por meio de muitos milagres que, ocorrendo por toda parte, fizeram calar os adversários dos Irmãos da Santíssima Virgem do Monte Carmelo. São Stock fez prodígios para confirmar a realidade desta visão. Origina-se daí a devoção do escapulário de Nossa Senhora do Carmo.
O Papa Pio XII recomendou essa devoção que entende o escapulário como uma veste mariana, símbolo da proteção da Mãe de Deus. Esta foi a origem da Confraria de Nossa Senhora do Carmo (ou do Monte Carmelo), para os cristãos que, não podendo abraçar a Regra, desejam atrair para si as prometidas bênçãos do escapulário. O privilégio mais considerado, acordado à confraria, além deste que Maria revelou a São Simão Stock, foi revelado ao Papa João XXII: a promessa da libertação do Purgatório, logo no primeiro sábado após a morte, para os confrades do Monte Carmelo, fiéis ao espírito e às regras da Confraria. Além destes dois privilégios, numerosas indulgências são associadas ao escapulário.
Abade L. Jaud, Vie des Saints pour tous les jours de l’année,Tours, Mame, 1950.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

Ladainha à Nossa Senhora da Defesa.

LADAINHA DE NOSSA SENHORA EM LATIM