Você, Senhor, não despreze um coração humilhado.


Para que uma árvore cresça, deve colocar suas raízes bem. Quando estes são superficiais, eles podem ser queimados pelo sol ou pela geada e a árvore morre. Depois, há raízes que, mesmo quando a árvore é cortada, continuam a brotar. É difícil erradicá-los quando se quer fazer uma purificação total. As raízes do mal são sempre muito resistentes e raramente são deixadas para erradicar. Eles afetam a mente e o coração do homem, penetram e envolvem todos os pensamentos e sentimentos que eles encontram em seus corações, a casa desejada. Deus, comunicando sua vontade aos homens, quer a conversão do coração, a mudança dos sentimentos mais profundos que cada um carrega dentro. O coração, como tal, é considerado o assento de afeições, desejos, aspirações, sonhos, projetos. No coração são estabelecidas todas as relações de dependência afetiva que asseguram ao homem uma vida cheia de emoções, conquistas ou até desapontamentos e amargura. O próprio Jesus, quando fala de sua lei, afirma que devemos amar a Deus "com todo nosso coração". Todos os sentimentos e emoções que surgem no homem devem ser dirigidos a ele. O chamado de Jesus para a pureza do coração é muito importante. Ele diz que apenas "o coração puro verá Deus". O coração do homem, em toda a sua plenitude, pode tornar-se a "escada ascensional" que nos permite alcançar Deus e nos estabelecer nele.


Quero me comprometer, oh meu Senhor,


para afetar profundamente meu coração para erradicar as raízes do mal.


Eu tenho que me contentar profundamente com o seu amor.


(passagem tirada do folheto Quaresma - A jornada de conformidade com Cristo Jesus - por N.Giordano)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

Ladainha à Nossa Senhora da Defesa.

LADAINHA DE NOSSA SENHORA EM LATIM