quarta-feira, 12 de outubro de 2016

UM “FIAT” E UM “GLORIA-PATRI”


Resultado de imagem para fiat de maria
O “Fiat” é uma palavra maravilhosa. Fez surgir do nada tudo o que existe. Pronunciou-a a Santíssima Virgem, no dia da Anunciação, e baixou do Céu o Filho de Deus. Nas agonias do Horto, quando foi apresentado a Jesus o cálice das amarguras, é ai que nos traz a Redenção. Faça-se a Vossa Vontade! Sem essa palavra tão pequenina e tão bela, não enviaria Deus ao mundo o Seu Divino Filho nem aceitaria o sacrifício da nossa Redenção.


Alma cristã, sem “Fiat” generoso de teu coração, Jesus não virá identificar-se contigo no Amor, e realizar essa sublime encarnação do Verbo na alma, como no seio da Virgem, bem nas profundezas e no silêncio de uma vida de recolhimento e de amor. Sem um “Fiat” no sofrimento, nas penas interiores e exteriores, não haverá redenção para teus pecados, tão numerosos e tão grandes! Precisamos viver de expiação e, no dizer de São Paulo — “completar em nosso corpo a Paixão de Jesus Cristo”. E isto se faz com a aceitação generosa e fiel da Cruz.
“Fiat!” Sim, faça-se a Vossa Vontade, Senhor! Digamos sempre esta palavra tão bela e tão poderosa, ainda que isso nos custe uma agonia de Getsêmani! E, como devemos oferecer o sacrifício que nos pede o Senhor, com generosidade e alegria de sofrer por Quem sofreu por nós, acrescentemos ao nosso “Fiat” um Gloria-Patri!”
É dever nosso sofrer com paciência e beijar, agradecidos, a Mão que nos fere! Oh! Como isto agrada a Nosso Senhor e nos atrai as bênçãos do Céu!

Monsenhor Ascânio Brandão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário