segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Dez boas razões para dizer não à Televisão




1° A televisão certamente é a maior empresa de subversão e de contaminação. Apanha ao homem em seus pontos fracos: seus gostos, sua atração desordenada pela curiosidade e seu incomensurável orgulho. O mundo precipita-se dentro de sua casa, desfila nela durante todo o dia com toda sua violência, seus excessos, suas depravações: é uma verdadeira violação de domicílio. Uma vez apertado o botão de PLAY, se vêem filmes prejudiciais, emissões de “shows de variedades debilitantes”, informações deformadas ou incompletas etc..

 A Família é destruída ou dividida: o ritmo de vida de um lar fica totalmente submetido aos horários das transmissões, às que “não se pode perder”. Tudo se organiza em torno do comando do controle remoto, que usurpa o lugar do Rosário em Família.

3° A compra de uma Televisão, a assinatura de TV a cabo... Tanto dinheiro mal gasto, enquanto há tantas boas obras que necessitam de nossa ajuda.

 “Mas às vezes há bons programas!”. Certamente! Como conseguiriam fazer passar todos os demais horrores, sem estes “bons programas” que estão ali como iscas aos recalcitrantes? Além disso, por algo de bom que se possa ver – mas que não é essencial – quantas outra inúteis, insípidas, amorais e imorais,toleram-se? Quantos horrores?

 Não é conforme as necessidades de nenhuma idade ver um espetáculo todas as noites. O filme de todas as noites é a diversão cotidiana que diminui o gosto pelo esforço.

6° Imaginem todas as noites em sua casa um indivíduo desconhecido que falasse sem parar, que monopolizasse todas as conversações, que impedisse todas as respostas, a quem se aceitasse todas suas proposições sem dizer sequer uma palavra, que fosse o “REI” da noite!. Digam- me se este intruso não é, na realidade a deprimente televisão?

 Ainda se fosse boa, ainda que fosse excelente, a televisão sempre seria um perigo, como um corpo estranho à célula familiar.

 A televisão (graças a seu diretor, o príncipe deste mundo, Satanás), sob as aparências de informação, de abertura ao mundo, de amplitude de espírito, contribui poderosamente para solapar as certezas da Fé, arruinar as convicções cristãs, dissolver as consciências, dissecar os corações, as almas e as inteligências.

 A televisão atrai; pois desde o pecado original ao homem é mais fácil esparramar-se em um sofá, com os pés sobre a mesa de centro, com uma vasilha de guloseimas sobre o ventre e um copo de refrigerante na mão, diante de uma tela de TV, sem fazer nada, ao invés de ler e meditar a vida de Nosso Senhor para imitar-lhe melhor, ou rezar de joelhos o Rosário pedindo pela conversão dos pobres pecadores e a salvação das Almas.

10° Reflitam, Rezem e escutem o que veio dizer-nos Nosso Senhor Jesus Cristo, o verbo encarnado, isto é, o próprio Deus: “Eu sou o caminho, a Verdade e a Vida”; “entrai pela porta estreita, pois larga é a que leva à perdição e são numerosos os que passam por ela”; “quão estreita é a porta e o caminho que leva à Vida,e são poucos aqueles que a encontram” “buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça, e o resto se lhe dará por acréscimo”

Vamos Famílias Católicas! Sua televisão é para vomitar! Joguem-na fora! 

REVISTA “IESUS CHRISTUS” N° 89(FSSPX DISTRICTO AMERICA DEL SUR)
Tradução – Ir. Pedro Obl. Sec. O.S.B.

http://floresdamodestia.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário