terça-feira, 19 de julho de 2016

Afirmações de Martinho Lutero sobre a Virgem Santissíma


Martinho Lutero é um nome conhecido para muitos cristãos. Ele é considerado como “pai da reforma protestante” e a maior parte das seitas autodenominadas cristãs tem origem histórico no seu protesto.


Mas já se passaram 5 séculos desde então e muitas coisas mudaram no mundo protestante. Grande parte da doutrina que Lutero acreditava e defendia já não são aceitas nas novas comunidades protestantes, é por isso que muitos deles se surpreendem ao ler, entre outros temas, as afirmações que ele fazia sobre a Santíssima Virgem Maria.

Neste artigo só mencionaremos 5 delas.

NOTA IMPORTANTE: Tudo isso foi dito por Lutero DEPOIS de romper com a verdadeira Igreja de Cristo.

1) Maria é mãe de todos nós

Maria é a Mãe de Jesus e a Mãe de todos nós, embora fosse só Cristo quem repousou no colo dela… Se ele é nosso, deveríamos estar na situação dele; lá onde ele está, nós também devemos estar e tudo aquilo que ele tem deveria ser nosso. Portanto, a mãe dele também é nossa mãe..” (Martinho Lutero, Sermão de Natal de 1529.)

2) Nunca conseguiremos honrá-la o suficiente

“Maria é a maior e a mais nobre jóia da Cristandade logo após Cristo… Ela é nobre, sábia e santamente personificada. Jamais conseguiremos honrá-la suficientemente.” (Lutero, Sermão do Natal de 1531)

3) Maria é a Mãe de Deus

“… ela com justiça é chamada não apenas de mãe dos homens, mas também a Mãe de Deus… é certo que Maria é a Mãe do real e verdadeiro Deus”. Sermão Concórdia. vol 24. p. 107.”

4) Maria foi concebida sem pecado original

”É uma doce e piedosa crença esta que diz que a alma de Maria não possuía pecado original; esta de que, quando ela recebeu sua alma, ela também foi purificada do pecado original e adornada com os dons de Deus, recebendo de Deus uma alma pura. Assim, desde o primeiro momento de sua vida, ela estava livre de todo pecado” (Lutero, Sermão sobre o Dia da Conceição da Mãe de Deus de 1527)

5) Maria não teve mais filhos

“Cristo foi o único filho de Maria, e da Virgem Maria não teve filhos além Dele… Estou inclinado a concordar com aqueles que declaram que ‘irmãos’ significam realmente ‘primos’. A Sagrada Escritura e os judeus sempre chamaram os primos irmãos.”

 Sermão, 1539.

Nenhum comentário:

Postar um comentário