Pular para o conteúdo principal

A mão do demônio sobre uma mulher grávida prestes a dar à luz

O relato assombroso de um exorcista de São Paulo sobre a influência de espiritismo e superstições sobre uma jovem futura mamãe

figa

Do blog Almas Castelos

Muitos anos atrás, um amigo me contou que havia no bairro da Mooca, em São Paulo, um famoso exorcista: o padre Miguel Pedroso. Resolvi conhecê-lo.
Encontrei a pequena capela, hoje paróquia, e lá assisti à Santa Missa. Confesso que a figura do padre me impressionou: sua aparência calma, seu semblante tranquilo, suas palavras apostólicas de uma mansidão que jamais havíamos presenciado. Todo o seu sermão foi sobre as mensagens de Fátima e um convite à conversão.
Após a Santa Missa, as pessoas faziam filas para ser abençoadas pelo padre Miguel Pedroso, que, pacientemente, dava a bênção a cada um. Eu também entrei na fila.
Vi depois duas senhoras arrumando a igreja e fui conversar com uma delas, que me convidou a assistir a “palavrinha” que o padre Miguel estava dirigindo a um grupo de jovens numa casa ao lado da igreja. Ainda peguei o final da conversa, que relato resumidamente.
Dizia o padre:
Estava em minha paróquia quando vieram umas pessoas me procurar para exorcizar uma mulher grávida, que estava no hospital e assustava até os médicos. Imediatamente me arrumei e fui com a família até o local.
No caminho, eles me contaram que ela havia frequentado um centro espírita e, depois disso, jamais tinha tido sossego: brigas em família, desajustes com os filhos, o marido perdera o emprego…
Chegando ao hospital, fui sem demora ao quarto onde a grávida estava, já quase a ponto de dar à luz. Ao me ver, ela começou a se contorcer e a dar urros misturados com choro e gritos.
Coloquei minha estola e, com a cruz nas mãos, iniciei as orações de exorcismo. Ao colocar minha mão sobre a sua cabeça, ela gritou com voz gutural:
– Tire a sua mão, pois ela é minha…
– Deixe esta criatura de Deus em paz – respondi.
Ela se contorcia toda na cama, com a face esbranquiçada e olhos de ódio:
– Eu, legião, a quero! Se não puder levá-la, vou levar o que ela tem no ventre.
Minha única resposta só podia ser esta:
– Você não pode levar a criança. Ela é uma criatura de Deus e a Deus pertence.
E continuei com minhas orações, ordenando que o espírito maligno deixasse a mulher. Foi quando, cuspindo na minha face, o demônio deu uma gargalhada estrondosa e urrou:
– Não saio dela enquanto minha mão estiver nela!
Estranha essa afirmação. Ordenei então:
– Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, deixe essa criatura! Você é um espírito e não tem mão.
O demônio dava gargalhadas e se contorcia de todos os lados.
Ocorre que, nessas contorções, com a blusa da mulher um pouco aberta, eu vi uma corrente em seu pescoço. E nessa corrente havia uma figa pendurada.
Pedi que imediatamente retirassem a figa daquela mulher. Tão logo a retiraram, o demônio a deixou.
Essa era a mão do demônio.
Amar a Deus sobre todas as coisas significa também repudiar toda espécie de superstição.
Todos ficaram aliviados e a mulher pôde fazer o seu parto normalmente.

http://pt.aleteia.org/2015/12/14/a-mao-do-demonio-sobre-uma-mulher-gravida-prestes-a-dar-a-luz/?utm_campaign=NL_pt&utm_source=topnews_newsletter&utm_medium=mail&utm_content=NL_pt-Dec%2014,%202015%2012:52%20pm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

A "Novena do Rosário de 54 dias" é uma ininterrupta série de Rosários em honra de Nossa Senhora, revelada à doente incurável Fortuna Agrelli, por Nossa Senhora de Pompéia, em Nápoles, Itália, no ano de 1884. Por 13 meses Fortuna Agrelli sofria de terríveis dores e nem mesmo os médicos mais célebres conseguiam curá-la. Em 16 de Fevereiro de 1884, a menina e seus pais começaram uma novena do Rosário. A Rainha do Santo Rosário a premiou com uma aparição a 3 de março. Maria sentava-se sobre um alto trono, contornado por numerosas figuras; trazia o Seu Divino Filho sobre o colo e na mão um rosário. Nossa Senhora e o Menino Jesus estavam acompanhados por São Domingos e Santa Catarina de Sena. O trono estava decorado com flores, a beleza de Nossa Senhora era maravilhosa. A Santa Virgem disse: "Filha, você me invocou com vários títulos e sempre obteve favores de mim. agora, posto que me invocou com o título que muito me agrada, 'Rainha do santo Rosário', não posso mais …

ALGUMAS FRASES SOBRE NOSSA SENHORA

"Deus reuniu todas as águas e chamou de 'mar'. Reuniu todas as graças e as chamou de 'Maria'! (São Luiz Maria Grignon de Montfort)

"São Bernardo diz que converteu mais almas por meio da Ave-Maria, do que através de todos os seus sermões" (São João Maria Vianney)

"Agradecemos a Nossa Senhora, pois foi ela quem nos trouxe Jesus. (São Pio de Pietrelcina)

"Jamais de ouviu dizer no mundo que alguém tenha recorrido com confiança a esta Mãe Celeste, sem que não tenha sido prontamente atendido" (Dom Bosco)

"Deus depositou a plenitude de todo o bem em Maria, para que nisto conhecêssemos que tudo o que temos de esperança, graça e salvação, dela deriva até nós" (São Boaventura)

"A maior alegria que podemos dar a Maria Santíssima é a de levarmos Jesus Eucarístico no nosso peito" (Santo Hilário)

"Sabemos muito bem que a Virgem Santíssima é a Rainha do Céu e da Terra, mas ela é mais Mãe que Rainha" (Santa Terezinha do Menino Jesu…

Oração a Nossa Senhora da Boa Morte

"Nossa Senhora, nossa mãe divina, precisamos de vosso auxílio e proteção mas uma vez. Vós que sofrestes a grande dor de perder vosso Filho, fazei-nos resignados perante os desígnios de Deus, ajudai-nos a descobrir o sentido da vida e da morte. Ajudai-nos a ter fé, a conversar com Deus e escutá-lo. Ó querida Mãe, abri vossos braços e abraçai...(fala-se o nome do enfermo) e concedei-lhe uma morte iluminada por Deus. Pedi a Deus que perdoe todas as suas faltas e seja misericordioso, socorrendo-o (a) na passagem para a vida eterna. Fazei-o (a) merecedora (o) na passagem da vida eterna junto a vós e a Jesus, seu Filho amado. Nossa Senhora da Boa Morte, peço-vos a graça de nos dar a força necessária para assumir, com amor, as horas difíceis a serem enfrentadas, aceitando a vontade de Deus, seus desígnios eternos e impenetráveis. Amém.
(Elam de Almeida Pimenttel)