Descubra o meio concreto para ajudar alguém que está passando por um momento difícil

FRIENDS


Como nós nos sentimos incapazes face ao anúncio de uma notícia ruim pelos nossos próximos! O que poderíamos fazer para os ajudar a se sentirem melhor?

Observando as Escrituras, ficamos impressionados com a pequenez e a simplicidade dos meios que Deus utiliza para demonstrar o seu amor. Quando Abraão decide falar com Deus em sua oração audaciosa, invocando a presença de 60 justos da cidade de Sodoma, Deus o dá a graça e Ló é salvo (Gn 19). Quando Israel combate os Amalequitas, Moisés sobe ao topo da colina e se coloca em oração e, levantando as suas mãos para os céus, o povo vence a batalha (Ex 17). Já no Evangelho, como não mencionar os cinco pães e os dois peixes totalmente irrisórios à primeira vista, mas que, no entanto, foram suficientes para Jesus saciar as pessoas que o seguiam? (Jo 6).
Quando Jesus aparece à irmã Faustina, ele a pede que reproduza uma imagem, em inteira confiança: “Apresento aos homens um meio pelo qual eles devem vir e pedir graças da fonte da Misericórdia. Este meio é esta imagem com a inscrição ‘Jesus, eu confio em vós!’”. E é através dessas aparições que percebemos como Deus continua a intervir na história do homem para lhe dar coragem, fortalecê-lo em sua caminhada, mostrar que está sempre ao seu lado, falar do seu amor, responder a nossa oração. Ele escolhe homens ou mulheres humildes que confiam nele e conseguem reconhecer nas pequenas coisas uma oportunidade de ser íntimo dele – na oração de intercessão, no rosário, na novena, nas peregrinações.
O Senhor escuta os humildes
Portanto, mesmo que pareça ridículo diante dos desastres que nos são relatados todos os dias, precisamos responder generosamente aos convites da Igreja para orar pelo mundo, pela paz, pela unidade e pelas inspirações do Espírito, no segredo do nosso coração.
Vamos permanecer em confiança, fidelidade à nossa oração, pedir a graça que Deus não deixa de querer derramar sobre a humanidade. Ofereçamos o que vivemos com dificuldade, na certeza de que Deus ouvirá nossos clamores. “Porque o Senhor ouve os humildes, não esquece os que estão presos” (Sl. 69).
Oração e sacrifício são armas invencíveis“, disse Santa Teresa. Vamos manter as palavras de Jesus presentes e atuais: “Estou convosco todos os dias até o fim do mundo” (Mt 28:20). Portanto, utilizemos desses pequenos meios para participar ativamente do advento do Reino.
Rolande Faure

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novena dos "54 terços"

Ladainha à Nossa Senhora da Defesa.

LADAINHA DE NOSSA SENHORA EM LATIM