Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2020

Como rezar o terço? Um guia ilustrado

Imagem
Long Thiên | CC Para recordar e compartilhar Aoração do Terço (ou Rosário) é uma oração milenar da igreja. Somente um coração puro, humilde e de fé compreende o valor desta oração. Ela é destinada aos que buscam ter um coração puro como de uma criança. Muitos têm dúvidas sobre algumas orações das orações recitadas no terço ou mesmo não descobriram ainda a riqueza que é esta oração. Por isso, preparamos este artigo explicando de forma bem didática como rezar o terço e o texto das orações.   A partir da cruz, siga as orações na sequência indicada Inicia-se segurando pela cruz, com a oração do Creio Reza-se um Pai-Nosso, seguido de três Ave-Maria (Cada Ave-Maria é precedida de uma oração. Vide orações abaixo) Recita-se: Glória ao Pai, ao Filho… O terço possui 5 dezenas. A cada dezena contempla-se o mistério, seguido de 1 Pai-Nosso e 10 Ave-Maria Ao final de cada dezena reza-se Glória ao Pai seguido da jaculatória Oh! meu bom Jesus… (vide orações abaixo) Ao concluir as 5 dezenas, reza-se o

Por que os católicos rezam o Terço?

Imagem
Bushko Oleksandr | Shutterstock O terço é uma “arma espiritual” e Maria é “vencedora das heresias”: saiba por quê Durante séculos, a Igreja intensificou a oração do Terço, ou Rosário, nos momentos de luta. São Domingos considerava o Terço uma arma espiritual, e os Papas chamavam Maria de “vencedora das heresias”, invocando a sua ajuda para combater questões que vão do  catarismo  ao comunismo. Origem do Terço A devoção ao Terço foi se desenvolvendo lentamente ao longo de cerca de 500 anos. Trata-se de uma oração constituída pela recitação de ave-marias, em grupos de dez, sendo cada grupo precedido por um pai-nosso e concluído com um glória. Durante o rosário, meditam-se os mistérios da vida de Cristo e de Maria. A tradição popular atribui a origem do Terço a São Domingos (1170-1221), mas as pesquisas históricas mostram que esta devoção foi se desenvolvendo lentamente ao longo do tempo. O próprio São João Paulo II parece afirmar isto em sua carta “ Rosarium Virginis Mariae ” (2002), que

Em que ordem ler a Bíblia?

Imagem
Canção Nova  | Abr 26, 2016 Há pessoas que abrem a Bíblia no início e começam a ler a partir do Gênesis. Elas, em geral, não passam do quinto livro. Desanimam e não retornam mais. E, o que é pior, acabam dizendo que é impossível, que não se consegue entender a Bíblia. ABíblia não é um simples livro. Ela é uma biblioteca de 73 livros. Eles são bem diferentes uns dos outros, têm os mais diversos estilos, foram escritos em épocas muito distantes e em situações muito diferentes. Imagine-se chegando a uma biblioteca como essa e começando a ler o primeiro livro que encontrar na estante, passando para o segundo e assim por diante. Essa leitura não pode dar certo! Há pessoas que abrem a Bíblia no início e começam a ler a partir do Gênesis. Elas, em geral, não passam do quinto livro. Desanimam e não retornam mais. E, o que é pior, acabam dizendo que é impossível, que não se consegue entender a Bíblia. Mas, isso aconteceria com qualquer biblioteca do mundo! É necessário um Plano de leitura. No i

Por que devo ler a Bíblia?

Imagem
May_Chanikran | Shutterstock Há pelo menos 10 razões que deveriam nos convencer da importância de ler a Palavra de Deus É fundamental ler a  Bíblia , meditar com ela, permitir que seja lâmpada para os seus passos, luz para seu caminho. Considere que existam pelo menos dez razões para entrar no fascinante mundo da  Sagrada Escritura . 1 CONHECER A DEUS Seria impossível sabermos algo de Deus se Ele não nos tivesse revelado. E isso Ele fez através da Sua Palavra. Por isso, para poder conhecê-Lo e criar com Ele uma relação pessoal de amor e confiança, é indispensável ler a Sua Palavra. 2 CONHECER A SI MESMO A Palavra de Deus penetra até o ponto de divisão entre a alma e o espírito (cfr. Eb 4,12). Lê-la nos permite conhecer a fundo nós mesmos. Isso sem partir da ótica humana do juízo e da condenação, mas do olhar esperançoso e misericordioso de Deus. 3 RECEBER LUZ O salmista afirma que a Palavra é lâmpada para os passos e luz no caminho (cfr. Sl 119, 105). Tem sempre uma mensagem para ilumi

Violência doméstica requer atenção durante a quarentena

Imagem
© fizkes - shutterstock Octavio Messias  | Jun 26, 2020 Iniciativas tentam prevenir casos e acolher as vítimas  Índices demonstram que os casos de violência doméstica pioraram durante a quarentena, quando muitas mulheres de repente passaram a se ver sob o mesmo teto que o agressor 24 horas por dia. Além da convivência extrema, os humores exaltados por conta da pandemia podem contribuir com as incidências de violência. Corre na Câmara dos deputados o projeto de lei 1552/20, que, segundo a própria ementa, “dispõe sobre a proteção de mulheres em situação de violência durante a vigência do estado de calamidade pública, com efeitos até 31 de dezembro de 2020 ou enquanto durarem as medidas de quarentena e restrições de atividades no contexto da pandemia do Covid-19 (novo coronavírus)”. Apenas no estado de São Paulo foi registrado um aumento de 44,9%, se comparado ao mesmo período no ano passado, no atendimento de mulheres vítimas de violência. No Rio de Janeiro esse número chega a 50%. Muita

Freiras francesas mantêm Adoração Perpétua há 135 anos, inclusive na pandemia

Imagem
Elas começaram em 1885 e não pararam nem sequer durante o bombardeio de 1944 sobre Paris Começou em 1º de agosto de 1885 e nunca mais foi interrompida na Basílica do Sacré-Coeur, em Montmartre, Paris, a Adoração ao Santíssimo Sacramento iniciada pelas religiosas beneditinas do Sagrado Coração, que, desde aquela data, garantem um revezamento dia e noite, 24 horas por dia, para que sempre haja pelo menos uma pessoa orando e adorando Jesus Cristo presente verdadeiramente no Santíssimo Sacramento da Eucaristia. A adoração não foi interrompida nem sequer durante o bombardeio sofrido pela cidade em 1944, em plena Segunda Guerra Mundial. O atual desafio decorre do confinamento imposto pelo governo francês à população do país para reduzir os contágios pelo coronavírus. As restrições à circulação de pessoas dificultaram muito a participação de leigos, o que deixa as religiosas sozinhas no revezamento. Mesmo assim, uma das religiosas, a irmã Marie-Agathe, declarou decididamente, conforme reporta

Um mês com o Sagrado coração de Jesus | 23º Dia com Padre Mario Sartori

Imagem

Papa acrescenta três invocações à Ladainha de Nossa Senhora, uma para os migrantes

Imagem
“Mater Misericordiae” (Mãe da Misericórdia), “Mater Spei” (Mãe da Esperança) e “Solacium migrantium” (Conforto ou Ajuda dos Migrantes): essas são as três novas invocações inseridas na Ladainha de Nossa Senhora, que tradicionalmente conclui a oração do Terço, por decisão do Papa Francisco. Dom Arthur Roche, secretário da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos: são orações ligadas à atualidade da vida. Alessandro De Carolis – Vatican News A decisão do Papa Francisco foi comunicada pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, numa carta endereçada aos presidentes das Conferências Episcopais. “Inúmeros são os títulos e as invocações que a religiosidade popular cristã, no decorrer dos séculos, reservou à Virgem Maria, via privilegiada e segura do encontro com Cristo”, escrevem na carta o cardeal Robert Sarah e o arcebispo Arthur Roche, prefeito e secretário do dicastério vaticano. “Mater Misericordiae” (Mãe da Misericórdia), “Mater Spei” (Mãe da

Uma magnífica oração de São João Paulo II para os médicos

Imagem
Cuidadores, maqueiros, enfermeiros, médicos, pesquisadores… Por vários meses, todos os que cuidam dos doentes estão em guerra contra um inimigo invisível: o Coronavírus. Para combater essa pandemia e cuidar dos doentes, os médicos precisam confiar no exemplo e na ajuda do Senhor. Aqui está uma bela oração de São João Paulo II, que eles podem tomar para si para ajudar a atravessar esse momento difícil Em 23 de outubro de 1982, em um Congresso Mundial de Médicos Católicos, São João Paulo II chamou todos os médicos a tomar “ Cristo como modelo supremo, aquele que era o médico da alma e frequentemente do corpo daqueles com quem ele encontrava nas estradas de sua peregrinação terrena ”. “ Que Cristo constantemente vos ilumine sobre a dignidade de vossa profissão e sugira, em todas as circunstâncias, atitudes e passos que uma coerência linear de fé mostra e exige ”, declarou o pontífice. Dezoito anos depois, no Congresso Internacional de Médicos Católicos, ele fez uma bela oração pelos médic

Oração a Maria contra o racismo

Imagem
Pascal Deloche | GODONG A prece foi sugerida por um arcebispo americano depois da morte de George Floyd, que gerou protestos contra o racismo nos Estados Unidos e em várias partes do mundo “O racismo é uma blasfêmia contra Deus, que cria todos os homens e mulheres com igual dignidade”. Foi com a frase acima que o Arcebispo de Los Angeles (Estados Unidos), Dom José Gomez, reagiu à morte de George Floyd – um homem negro de 46 anos – por um policial branco em Minneapolis, no dia 25 de maio de 2020. Depois do ocorrido, protestos contra o racismo tomaram conta dos Estados Unidos e de várias partes do mundo. Em seu site, Arquidiocese de Los Angeles afirmou que trabalha para acabar com a justiça racial e sugeriu aos fiéis uma oração à Virgem Maria contra o racismo. Reze você também: Maria, amiga e mãe de todos, através de teu Filho, Deus encontrou um caminho para se unir a todos os seres humanos, chamados a ser um só povo, irmãs e irmãos entre si. Pedimos tua ajuda ao recorrer ao Teu Filho, b

Por que João Paulo II queria que Maria fosse chamada de “Mãe da Igreja”

Imagem
São João Paulo II foi um dos mais fortes defensores da celebração oficial do papel de Maria como mãe de todos os fiéis cristãos Em 2018, o Papa Francisco instituiu uma celebração anual na segunda-feira seguinte à festa de Pentecostes chamada “Maria, Mãe da Igreja”. O decreto que anuncia a celebração explica que: “Esta celebração nos ajudará a lembrar que o crescimento da vida cristã deve estar ancorado no Mistério da Cruz, na oblação de Cristo no banquete eucarístico e na Mãe do Redentor e Mãe dos Redimidos, a Virgem, que faz sua oferta a Deus.” Embora a celebração litúrgica seja nova, o desejo de reconhecimento oficial desse título de Maria teve muitos apoiadores ao longo dos anos. Por exemplo, São João Paulo II defendeu esse título em várias ocasiões. Ele o mencionou pela primeira vez em sua encíclica  Redemptoris Mater , onde recordou as palavras de São Paulo VI em referência a este título. Durante o Concílio, o Papa Paulo VI afirmou solenemente que  Maria é Mãe da Igreja , «isto é,