Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2020

A importância do quadro Nossa Senhora Auxiliadora

Texto completo abaixo: *A importância do quadro de Nossa Senhora Auxiliadora* “Aprofundemos o significado do quadro de Nossa Senhora Auxiliadora e a sua importância para a nossa vida espiritual” O belíssimo quadro de Nossa Senhora Auxiliadora, que está no altar-mor da Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora, em Turim, na Itália, é uma obra monumental, que tem mais de sete metros de altura por quadro de largura. A obra foi idealizada por São João Bosco, mais conhecido como Dom Bosco, e pintada por Tommaso Lorenzone. Durante seu trabalho, o pintor declarou a um sacerdote: “Não é obra minha. Não sou eu que o estou pintando. Outra mão parece guiar minha mão” 1 . Devido ao seu tamanho e à sua riqueza de detalhes, o quadro ficou pronto em nada menos que três anos de trabalho árduo de Lorenzone. São João Bosco assim descreve a obra idealizada por ele: “A Virgem domina num mar de luz e majestade. Está rodeada de uma multidão de anjos que a homenageiam como rainha. Na mão direita, segura o cetro,

Nossa Senhora Menina: uma devoção quase esquecida

Imagem
Poucos são os que veneram a bem-aventurada Virgem Maria em sua infância “cheia de graça”. Mas isso está mudando A infância da Virgem Maria é um tema largamente desconhecido pelos católicos, sendo mesmo difícil encontrar homilias a respeito disso. O que encontramos, no mais das vezes, é alguma imagem de Sant’Ana com Maria no colo. De resto, os pregadores da Igreja optaram por outros temas marianos que propriamente os primeiros anos da Mãe de Jesus, algo que começa a mudar agora com uma percepção mais apurada do que significou a concepção milagrosa de Nossa Senhora e o seu desejo, já desde pequena, de se entregar totalmente a Deus. A Igreja celebra todo dia 21 de novembro a festa litúrgica da Apresentação de Nossa Senhora no Templo. Segundo a Tradição, Maria foi concebida por um milagre, pois seus pais já não podiam ter mais filhos, devido à idade avançada. Além disso, acredita-se que Sant’Ana era estéril. Em todo caso, o fato é que, após uma relação natural com seu marido, aquela que er

Reflexões de uma consagrada à Virgem Maria

Imagem
Shutterstock “Escolher a consagração à Santíssima Virgem é escolher um caminho incrível para o coração de Jesus” Sou consagrada a Nossa Senhora faz cerca de 4 anos. Todos nós sabemos que a consagração é um compromisso sério e diário. Contudo, também sabemos  o quão humanos nós somos, e o quão fracos e frágeis ficamos diante de alguma dificuldade ou adversidade da nossa história de vida. E acreditem, a Virgem Maria nos é fiel, mesmo quando não conseguimos ser fiéis neste compromisso com ela. Escolher a consagração à Santíssima Virgem é escolher um caminho incrível para o coração de Jesus. É por meio dela que chegamos ao coração de Jesus Cristo e é por meio dela que criamos intimidade com Ele. Estes dias, expus minha opinião em uma publicação ao ver um irmão de outra religião dizer que isso não passa de uma mera adoração a imagens, e que atribuímos a Maria um poder que Ela não tem – o poder de realizar milagres.  Expliquei a ele, que Maria não precisa ter super-poderes para que eu possa

Por que São João Paulo II propôs os mistérios luminosos do rosário

Imagem
Ele não foi o primeiro: a inspiração pode ter vindo de um santo que ele canonizou no ano anterior à proposta Quando nós, católicos, rezamos o   rosário , vamos meditando sobre vários acontecimentos da vida de   Jesus Cristo   enquanto repassamos, em filial união com   Maria , os assim chamados   mistérios   da Salvação. Essa forma de oração e devoção mariana foi desenvolvida em 1214 por   São Domingos de Gusmão . Originalmente, São Domingos desenvolveu os mistérios do rosário como um método catequético para ensinar a fé da Igreja às pessoas desencaminhadas pela heresia albigense. Ele agrupou os mistérios em  gozosos, dolorosos e gloriosos , com a intenção de ajudar o fiel cristão a se envolver em momentos essenciais da vida de Jesus. Enquanto refletia sobre esses mistérios,  São João Paulo II  observou uma “lacuna”. Em 2002, ele escreveu a encíclica “ Rosarium Virginis Mariae ”, na qual comenta: “Para ressaltar o caráter cristológico do rosário, considero oportuna uma incorporação que,

O rosário não desceu pronto do céu: foi aprimorado ao longo dos séculos

Imagem
Pe. Gabriel Vila Verde responde a quem contesta a “legitimidade” dos mistérios luminosos, propostos por São João Paulo II O pe. Gabriel Vila Verde   escreveu em seu   Facebook   a respeito do aprimoramento da oração do   rosário   ao longo dos séculos, contextualizando os fundamentos da proposta de São João Paulo II de se acrescentarem os mistérios luminosos: São João Paulo II foi extremamente sábio ao pedir a meditação dos mistérios luminosos. Afinal de contas, o rosário não é uma simples repetição de orações, mas a contemplação da Vida de Cristo. Antigamente se meditava Jesus no templo com 12 anos e já se pulava para a agonia no Horto das Oliveiras. Iluminado pelo Espírito Santo, o Papa nos deu a oportunidade de meditar também a vida pública de Jesus. Seus milagres, Sua pregação, os sinais de Sua divindade etc. Assim, o rosário ficou completo. É verdadeiramente a Bíblia nas mãos do povo simples. O rosário, assim como a Bíblia, não desceu pronto do céu. Foi uma oração aprimorada ao lo